Quer estar em dia com meus textos e vídeos, saber antes dos workshops e receber descontinhos exclusivos?

Dúvidas? Fale comigo no bruna@brufioreti.com.br e me acompanhe pelas redes sociais.

  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Use essas 3 palavras como mantras para crescer na carreira e ser mais feliz no dia a dia

May 13, 2018

O que faz com que a gente não consiga atingir nossos objetivos? Normalmente, o próprio fato de não ter objetivos, devo dizer. E de mesmo tendo certa clareza sobre o que quer, de não insistir naquilo, não ter consistência no que transmite e trabalha no dia a dia. Desanimar, não ter paciência para esperar. Não conseguir se equilibrar, equilibrar os sentimentos seus e dos outros, as várias esferas da vida... 

 

É multifatorial -- eu adoraria que as coisas fossem mais simples, mas são sempre uma associação de fatores. 

 

Porém... quais desses fatores podem ser mais trabalhados para que tenhamos mais satisfação no dia a dia, enquanto conseguimos resultados melhores na vida, incluindo evolução profissional, família, diversão, evolução pessoal, finanças, espiritualidade...? 

 

 

Depois de muito trabalhar com isso em clientes, workshops e palestras, estudar Psicologia Positiva, Coaching e Empreendedorismo e produzir conteúdo sobre o tema, cheguei a uma santíssima trindade cá com meus botões.

 

Não fiz isso para simplificar o que é complexo, mas para tornar as conclusões a que cheguei mais palatáveis e monitoráveis -- ou seja, a partir dessas palavras, temos conceitos com os quais nortear nossas atitudes. 

 

Pois bem, são 3 palavras que falo e repito para meus clientes nas mais diversas situações. Três conceitos que, se bem trabalhados em você, podem mudar sua perspectiva diante das coisas e, em última análise, mudar a sua vida. São elas: Consistência, Equilíbrio e Paciência.

 

Vou esmiuçar cada um deles a seguir. 

 

Palavra 1: Consistência

 

Se você quer passar uma mensagem e quer que ela seja lembrada, o que faz? Provavelmente bate naquela tecla até que fique evidente para Deus e o mundo o que quer dizer, certo? 

 

É assim que a gente se comunica com clareza e que consegue realizar objetivos de forma mais rápida. Ter CONSISTÊNCIA no que faz é um atalho porque facilita a compreensão das pessoas e até do universo sobre o que você está buscando. 

 

Quem muda a mensagem toda hora demora mais para que ela seja compreendida porque gera RUÍDO, e ruído dispersa, desfoca, tira a atenção. Tão básico e tão simples de entender, mas na hora de aplicar... 

 

Pense na consistência primeiro como a maneira de demarcar uma imagem, ter uma imagem profissional e/ou pessoal reconhecida pelos outros da maneira como achar conveniente.

 

Ter um estilo consistente é ter um estilo fácil de ser identificado e reconhecido, porque é seu. As pessoas já te viram com aquela imagem há tanto tempo, tudo é tão coerente, que ela imediatamente associa a você.

 

Bingo! 

 

Isso serve como dica para Branding Pessoal nas redes sociais e fora delas. Pense no que norteia você como marca e não fuja daquilo se quiser ser lembrado de certa maneira. Posts de determinado tipo, jargões que o tornem conhecido, estilo pessoal, frases, cores, modelos... Crie o seu modus operandi para reforçar seu branding pessoal e mantenha-se fiel a ele, batendo naquela tecla até que os outros percebam. 

 

Em termos de objetivos, não é tão diferente.

 

Você pode ter várias ideias e até várias carreiras, mas se for consistente se dedicando e comunicando um ponto específico, é natural que aquilo cresça e dê frutos com mais rapidez. 

 

Muita gente não gosta de ouvir isso, quer acreditar que atirar para vários lados à base do "vai que dá..." é mais efetivo, faz agarrar oportunidades. Mas não é o que a prática mostra. 

 

Grandes carreiras e sucessos são à base de bastante trabalho, trabalho com consistência e coerência, constante e sempre com uma meta muito clara norteando cada decisão. São criados à base de CRIAR OPORTUNIDADES e não se apegar a qualquer coisa que pareça uma. 

 

Esse é o padrão, e eu gosto de trazê-lo aqui pra que você tenha a oportunidade de olhar para seu momento pessoal e profissional agora e se perguntar (sugiro escrever no Caderno de Você, ok? Se ficar só na cabeça não vira um plano organizado, já aviso): 

 

- estou sendo consistente na imagem que transmito ou cada hora mando uma mensagem diferente? 

- sei o que quero e trabalho sempre e com afinco com foco nesse objetivo ou cada hora atiro para um lado? 

- tomo decisões no calor do momento ou penso se elas me levam em direção aos meus objetivos?

- o que posso fazer para ganhar consistência nas minhas ações, na minha imagem pessoal e no meu posicionamento como profissional? 

- que mensagem quero REPETIR, bater na tecla, para ser reconhecido como desejo? 

- que atitude preciso tomar diariamente para crescer na minha vida e na minha carreira? 

 

Palavra 2: Equilíbrio 

 

Você faz crescer tudo aquilo no qual coloca foco e energia.

 

Repito tanto essa frase para meus clientes que ela se tornou um mantra pra mim -- sim, eu sou do tipo que testa os próprios conselhos e técnicas, porque se não acredito simplesmente não passo adiante, o que acontece com várias outras ferramentas de coaching...

 

É mais ou menos assim.

 

Estou brava com alguma coisa, já me pergunto: estou fazendo isso crescer em mim colocando foco e energia além da conta nesse tema? Estou trabalhando muito e megacansada, mas sinto que aquilo não era bem meu objetivo: estou colocando foco e energia demais em algo que não deveria? 

 

Isso funciona bem porque dá um clique, faz questionar sobre a dimensão que a gente dá para os problemas que surgem todos os dias, faz repensar alguns "sins" muito mal dados também, essencial para se tocar e mudar o rumo das coisas. 

 

Para conseguir equilíbrio nas atividades diárias e até equilíbrio emocional, esse pensamento ajuda muito, recomendo que você tente!

 

Equilíbrio emocional é um dos maiores desafios, penso eu. Tem a ver com lidar bem com as próprias emoções, dominando-as dentro do possível e compreendendo suas origens e consequências, e também lidar com as emoções do outro, compreendê-las, aceitá-las, ter inteligência (emocional) para não se deixar afetar tanto por elas...  

 

É um treino incessante e diário, que recomendo fazer com um misto de autocoaching, terapia (faço e recomendo), técnicas de autocontrole, cuidados com seu corpo e mente, práticas que te relaxem e, sim, providências para tornar seu mundo externo mais equilibrado. 

 

Mundos externo e interno se impactam mutuamente.

 

Aí vem o outro equilíbrio: o da agenda, do dia a dia. Não vou vir com papinho de equilíbrio entre as vidas pessoal e profissional, não, tá? Acho o clichê dos clichês querer colocar isso numa fórmula de se desligar quando chega em casa, não levar trabalho pra casa ou até mesmo o papo de ter tempo de qualidade com a família mesmo se for 5 minutos! Pra você pode não ser suficiente, ué. Pode não ser um modelo bom pra você. 

 

Simplesmente não gosto disso porque equilíbrio é INDIVIDUAL e é sempre uma TENTATIVA. Ou seja, o equilíbrio está em ficar de olho e tentar equilibrar sempre. Algum pratinho da balança sempre vai estar prestes a cair, ou vai ter caído. Um dia você cata os caquinhos, no outro dá foco nele, em um terceiro pende para o outro lado. 

 

Na prática, o que mais funciona para trazer equilíbrio na agenda diária é programação, é ter uma agenda! Recomendo fazer a programação semanalmente.

 

A TÉCNICA:

Papel e caneta ou seu computador em mãos com um bloco de notas e agenda do lado, sábado ou domingo -- mas pode fazer hoje se for sua primeira vez! Pense naquela semana que vai entrar e pergunte-se:

 

1) que prato preciso equilibrar nessa semana, dando mais foco e energia? e o que vou fazer na prática para que isso aconteça em pequenos passos?

2) o que eu posso fazer de proativo nesta semana pela minha vida pessoal e/ou carreira?

3) quais são as tarefas obrigatórias da semana que tenho pela frente e vou organizar? 

Escrito isso, comece a distribuir as tarefas no seu dia, sem deixar de lado os dois primeiros tópicos.

 

Viu?! Não dói!

 

Agora você vai ter uma agenda organizada e, para que ela seja mantida, seu trabalho vai ser todo fim de dia analisar o que foi feito, o que não, o que precisa ser feito no dia seguinte e tomar mais consciência da sua rotina. Garanto que você vai sentir que tem mais tempo do que antes! E vai se sentir no controle. E vai se sentir mais equilibrado. 

 

Mas tem que insistir e persistir, porque não é seu hábito e vai levar uns meses para virar. Assim, você começa a equilibrar melhor seus dias e cria condições para equilibrar a mente também, o que vai ter um impacto sobre toda e qualquer meta que tiver. 

 

Palavra 3: Paciência 

 

Nada a ver com conformismo, nada a ver com "deixa a vida me levar", nada a ver com esperar cair do céu. Ter paciência, aqui, tem mais a ver com ter serenidade. 


Gosto de pensar esse conceito relacionado a um trecho da Oração da Serenidade, conhece? Esquece o cunho religioso e foca na parte conceitual, tá? 

 

"Concedei-me, Senhor,

A serenidade necessária para aceitar as coisas que não posso modificar.

Coragem para modificar aquelas que posso e

Sabedoria para identificar a diferença entre elas"

 

É mais sobre entender que algumas coisas fogem do nosso alcance e pirar com elas não traz resultado algum. Entender que existe, sim, uma sorte de coisas nas quais podemos interferir, fazer a nossa parte para ter os resultados que desejamos.

 

Sabendo diferenciar as duas, você consegue saber em que esferas agir e em quais não mexer porque não depende de você. Com essas, não faz sentido gastar seu foco e sua energia! No que não tem poder para interferir, não foque e não pire.

 

É um pensamento que ajuda a lidar com a ansiedade, com a vontade inútil de controlar ou saber o que vai acontecer no futuro, com o desejo de controlar o que os outros vão fazer... Quanto dinheiro, tempo, energia, palavras são gastos com isso, já imaginou? 

 

Por isso, a palavra PACIÊNCIA aqui vem como um toque final para a consistência de ações que você criar e o equilíbrio que trabalhar para ter nos seus mundos externo e interno.

 

Você pode ter o maior sangue do olho do Cosmos, energia, talento, proatividade, organização, criatividade, clareza... mas não controla tudo. Fim. Vamos cuidar do que controlamos. 

 

Uma vez que você estiver fazendo a sua parte para atingir seus objetivos, tenha paciência para ver as sementes florescerem. Porque se você jogou, elas devem germinar e crescer. Sua tarefa é semear, cuidar, regar, adubar, deixar o que estiver ao seu alcance tinindo para que a própria natureza faça seu trabalho de FAZER CRESCER AQUILO NO QUAL VOCÊ DEPOSITA FOCO E ENERGIA. 

 

Mas você não controla a natureza em si, ela tem que agir a seu modo e a seu tempo. 

 

--- --- --- 

 

Isso tudo aqui fez sentido pra você?

 

Me conta comentando, escrevendo, indicando gente pra conhecer meu trabalho aqui, no meu canal no Youtube (link aqui) ou no meu Curso Online (link aqui

 

Obrigada e até a próxima 

:-) 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload