Quer estar em dia com meus textos e vídeos, saber antes dos workshops e receber descontinhos exclusivos?

Dúvidas? Fale comigo no bruna@brufioreti.com.br e me acompanhe pelas redes sociais.

  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Guia prático para ter mais disciplina e cumprir metas e objetivos

June 3, 2018

Se para você a palavra DISCIPLINA vem associada a conceitos negativos do tipo autoritarismo, pressão, falta de liberdade, chatice... esta é sua oportunidade de rever conceitos.

 

É que aqui no Coaching a gente trabalha disciplina como um pilar, um meio para você alcançar seus objetivos. Portanto, a disciplina é vista como a maior liberdade que pode existir. É o que vai fazer você estar no controle das suas decisões e ações e conquistar o que desejar da sua vida. É um meio e não um fim em si, um treinamento diário que te leva além, sendo que quem decide o que significa esse além, essa conquista, é estritamente VOCÊ.

 

 

Ao se familiarizar o que entendemos por disciplina por aqui deu mais vontade de cultivá-la?  Sim? Com certeza? Só vê vantagens?

 

Ótimo, estamos alinhados e podemos avançar. 

 

Por que não cumprimos nossas metas 

 

Eu me debrucei muito sobre essa questão quando criei o CURSO DE METAS ONLINE meses atrás (clique aqui para ter acesso ao módulo zero gratuitamente). Precisava entender onde as pessoas falham para saber como ajudá-las a sair do ciclo vicioso da procrastinação. 

 

 

Cheguei a algumas conclusões, que quero dividir com você. As metas costumam falhar porque...  

 

- elas não são de fato importantes para você. Não mexem com a sua motivação, com seus valores, você só está atrás daquilo superficialmente. 

 

- você não sabe exatamente o que quer. Não refletiu com calma, não formulou direito o que pretende atingir, então fica batendo cabeça na realização. 

 

- os objetivos que você cria são irreais ou grandes demais, então ficam no plano das ideias, ou não parecem tangíveis o suficiente para entrar na rotina. 

 

- você não sabe criar um plano eficaz para cumpri-las. Fica batendo cabeça em vez de ter uma organização à la Coaching para que tudo flua melhor. 

 

- você desiste antes de ver os primeiros resultados, então acaba não se motivando a seguir adiante e ultrapassar a fase mais chata e sensível, o início. 

 

- você até faz um plano e começa a realizá-lo, mas desanima em algum ponto, porque não revisita esse plano, desiste em algum tropeço ou não sabe como incorporá-lo na rotina diária depois de passado um tempo. 

 

- você não consegue desenvolver pensamento e confiança inabaláveis, que te blindem dos acontecimentos e do desânimo alheio que pode ser contagioso. 

 

Conhecendo essas causas, fica mais fácil pensar em como evitar cair em algum desses problemas, e meu curso todo é focado nisso.

 

Mas o que você, que está aqui lendo este texto agora, pode fazer já para começar a virar o jogo e melhorar esse quadro de baixa realização? Eu diria que exercitar justamente a sua disciplina, para combater não um, mas vários dos tópicos que descrevi acima

 

O que saber para desenvolver autodisciplina 

 

Entenda que você não vai amar fazer tudo o que precisa ser feito 

 

A gente detesta ouvir isso, mas é bem o que a prática mostra.

 

Adoramos pensar que quando encontrarmos o trabalho/o exercício/a dieta certos tudo vai ser incrivelmente fácil, mas a realidade costuma ser diferente. Mesmo adorando uma atividade, você provavelmente não vai gostar de algum aspecto dela, porque exigirá mais esforço do que você gostaria ou simplesmente porque trará algum desconforto.

 

 

É mais maduro entender isso, porém certamente menos encantador do que o discurso de que você vai saber que ama algo quando não se cansar ou não se aborrecer fazendo aquilo... Vai ser mais gostoso realizar o que tem a ver com seus valores e com seu propósito, claro, mas não essa perfeição toda! 

 

Isso é uma daquelas mentiras repetidas mil vezes que parecem lindas no Instagram, mas que não correspondem à complexidade da vida e do ser humano. Desculpe a sinceridade, mas o trabalho que você ama também gera cansaço. A dieta que te dá energia também te faz passar vontade às vezes. O exercício que você curte também envolve preguiça matinal no inverno... Acho que você consegue absorver essa informação e viver com ela, certo?  

 

Persista na dor até ver os resultados 

 

Para começar a amar algo que te provoque uma dor inicial é preciso se apaixonar pelos resultados. É mais razoável pensar que você vai se viciar no bombardeio químico benéfico que vem depois do exercício do que nele em si -- e ainda mais nos resultados que vê na disposição e no espelho com o tempo, entende?

 

Aguarde os resultados, insistindo até que venham para ganhar novo fôlego, novos pequenos e constantes banhos de motivação. 

 

Os hábitos demoram certo tempo para serem criados ou reprogramados -- e os estudos mais recentes mostram que provavelmente não serão apenas 21 dias como acreditávamos antes -- , então precisamos dar tempo para que eles entrem no piloto automático.

 

Um mês, dois, três meses provavelmente, e no início vai ser mais sofrido. Insista até que os resultados apareçam e, de preferência, até que a rotina se reprograme por completo, que vire lago impensado, fácil. Em algum ponto vai, sim, ficar mais fácil. 

 

Como insistir nesse início doloroso? Aí é que está! Forçando a barra consigo mesmo todos os dias, criando rituais que te ajudem a se lembrar de fazer o que precisa ser feito, como explico a seguir. 

 

Dissocie Vontade e Ação 

 

Se você quiser fazer só o que tiver vontade provavelmente não será um grande realizador em nenhuma área da vida. Delegar todo esse poder à vontade é o atalho para o fracasso.

 

Claro que você não quer passar fome, frio, acordar cedo, indispor-se com alguém, enfrentar o medo de falhar, trabalhar até tarde, correr o risco de passar ridículo, quebrar a cabeça para inventar algo novo e bota etc aí na lista de coisas que não tem vontade de fazer. 

 

A tendência é querer ficar na inércia, senão para todos os assuntos que citei ali, para muitos deles. Sabe como é, uitos de nós temos um perfil cheio de motivação para o trabalhos mas superfraco para a esfera de relacionamentos, ou vice-versa. Podemos ser megamotivados para malhar, mas ter zero energia para cuidar da carreira. E assim por diante. 

 

 

Quem é que tem vontade de fazer tudo? Só quem é treinado para isso. Quem aprendeu a "forjar a vontade" a partir da ação. Ou seja: quem simplesmente PARTE PARA A AÇÃO SEM PENSAR, com consciência do que precisa ser feito para atingir determinado resultado, mesmo se não estiver louco para fazer aquilo. 

 

A boa notícia é que geralmente essa ação não é grandiosa. Estamos falando dos pequenos hábitos, das atividades miúdas, do dia a dia que compõe as grandes realizações. É nas miudezas que a mágica acontece, e é na realização delas que você falha se depender da vontade. 

 

Faça o que precisa ser feito mesmo sem vontade e se motive pelo resultado obtido, eis a chave da autodisciplina. Com os frutos aparecendo, a motivação aparece, ou aquilo vira hábito e você simplesmente faz sem pensar e sem sofrer.

 

Se continuar a aguardar essa senhora sedentária que é a força de vontade se manifestar vai ver a vida passar do sofá sem sal, sem açúcar e talvez sem afeto... A menos que um acontecimento catastrófico pessoal ou geral te acorde pra vida! Aí ela pula da cama rapidinho, mas acho que você não gostaria de esperar por isso... 

 

Aliás, já passou por algo assim ou viu de perto a vida sacudir alguém? Acontece... 

 

Trabalhe seu desenvolvimento pessoal todos os dias 

 

Se você chegou até aqui já entendeu que os grandes resultados acontecem por meio dos pequenos esforços diários, justamente esses que exigem a autodisciplina.

 

Se eu puder recomendar a você que escolha um fator para começar a trabalhar a dita-cuja eu diria para melhorar o desenvolvimento pessoal, trabalhar a pessoa que você é nas mais diversas esferas.

 

 Um jeito prático de fazer isso é começar a escrever diariamente no Caderno de Você, anotando o que está sentindo, recordando quais são seus objetivos e determinando o que fará hoje para atingi-los em pequenos passos. Trata-se de um ato de autodisciplina que facilita a execução de vários outros. 

 

Já falei muito sobre criar um pequeno ritual matinal que inclua alongamento, autocoaching no Caderno, um café e uma leitura, coisas simples e rotineiras que criem um hábito positivo.

 

Quando a gente olha para si mesmo com frequência acaba desenvolvendo clareza do que quer, do que precisa ser feito (mesmo sem vontade logo de cara) e aumenta as chances de se disciplinar e agir.

 

É um ciclo virtuoso que começa em 5 minutinhos escrevendo sobre você, lembrando que você existe. Chega de ter PREGUIÇA DE VOCÊ, de deixar toda a sua felicidade, as suas realizações e o seu futuro apenas nas mãos da inconstante e morosa... vontade. 


Plano de ação express pró-disciplina  

 

Tá, e na prática, o que dá para você incorporar de tudo isso que expliquei e começar a fazer para ter mais autodisciplina? Algumas ideias pra você a seguir. 

 

 

- comece hoje a fazer um pequeno diário (ou Caderno de Você, como eu chamo) e faça isso toda manhã nem que seja apenas por 5 minutinhos. Ideias completas do que escrever neste link aqui, que tem roteiros de autocoaching matinal para quem tem mais ou menos tempo.

 

- encaixe algum tipo de atividade física- e, sim, pode começar com 15 minutos de caminhada diária. O exercício é uma grande catapulta de disciplina, ou seja, ele "puxa" o restante.  

 

- escreva frases motivadoras em lugares visíveis e cerque-se de conteúdo motivante. Ler/ouvir sobre esses temas com frequência reforça a ação e molda/reforça seu mindset. A repetição é uma ferramenta poderosa para se autodisciplinar. . Coisas que te lembrem de que você não precisa estar com vontade para fazer o que precisa ser feito. Também vale reler este texto até fixar as ideias ou livros que incentivem a disciplina, ouvir podcasts motivadores.

 

- organize sua agenda semanalmente, dando intervalos realistas entre as tarefas. Grande parte da falta de disciplina vem da falta de organização. Faça uma agenda, de uma vez por todas, e atualize-a todos os dias à noite, completando sua to do list para o dia seguinte.  

 

- se ainda não o fez, escreva seus objetivos no papel e pergunte-se "isso é o que eu realmente quero? por quê?". Feito isso, escreva as etapas pelas quais precisaria passar para atingir esse objetivo. Este exercício simples traz bastante clareza do que você precisa começar a fazer para chegar lá. 

 

- crie metas semanais para ir se motivando a seguir a disciplina que determinou para si. Com esses pequenos "marcos" em vista, fica mais fácil persistir no trabalho, na dieta, no exercício, nos estudos, na leitura, no hábito de reclamar menos, tratar melhor as pessoas... Serve para qualquer coisa a que se propuser. 

 

- invente recompensas para seu bom comportamento. Essa "gameficação" dos bons hábitos é eficiente para muita gente. O que você merece de bacana por estar persistindo em algo difícil, mas que traz bons resultados? 

 

- em vez de pensar em revolucionar sua vida toda de uma vez, costuma ser mais efetivo escolher um hábito/objetivo para trabalhar por vez. Tudo na gente resiste à mudança e for radical demais a tendência será regredir, desistir rapidamente. Vai doer demais, entende? Pense num hábito angular -- algo que se você mudar ou começar a trabalhar com mais atenção vá ter um impacto em várias áreas da sua vida. Escolha e fique nessa meta por pelo menos 3 meses. 

 

- internalize isto: não existe fracasso, só existe aprendizado. Essa frase é para que você não desista só porque algo deu errado ou porque você fraquejou... Pergunte-se o mais rápido que conseguir: o que aprendi disso? o que farei diferente agora? E bola pra frente! O progresso não se dá de forma linear. Persista diante das suas sinuosidades. 

 

- claro, se quiser se aprofundar no tema e fazer meu curso de autocoaching online, será mega bem-vindo. Basta acessar brufioreti.com.br/cursodemetas e começar a fazer os 5 módulos, com aulas e vários exercícios de autocoaching. 

 

Vamos juntos que todo dia é dia de vencer a falta de vontade e agir para criar uma vida melhor! Espero ter dado um helpzinho nisso :-)  

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload